Estudante da zona rural de Adustina toma posse no Parlamento Juvenil do Mercosul

O estudante Miquéias Nascimento Araújo, 18 anos, aluno do 3º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Castro Alves, não conteve a alegria ao ser empossado como representante da Bahia, no biênio 2018-2020, no Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM), na manhã desta quinta-feira (18), em Brasília.
O jovem, morador da zona rural de Adustina, no nordeste do estado, garantiu a eleição por meio do projeto ‘Intervenção colaborativa: preparando o jovem para o mercado de trabalho’. Durante permanência na capital federal, ele ainda participou de um curso de formação com palestras e oficinas, que abordaram eixos temáticos do PJM, como direitos humanos e participação cívica.
Segundo Miquéias, a expectativa para o mandato é adquirir conhecimento e propor soluções. “Estou extremamente feliz com essa oportunidade ímpar para mim e para a minha escola. Queremos uma união de todos os parlamentares, apoiando um ao outro, para sermos ouvidos e para que possamos contribuir para o protagonismo juvenil na América Latina, levando soluções e propondo melhorias para a educação. Na posse foi lida a carta que produzimos em conjunto, com reivindicações para a educação e que seria entregue ao ministro da Educação”, destacou.
Segundo Miquéias, a experiência já está sendo bastante produtiva para sua formação. “Tivemos oficinas e palestras com diversos temas desde terça-feira com a Secretaria Nacional da Juventude, podendo ouvir pessoas que nos inspiraram bastante e nos ajudaram a conhecer a vivência no Congresso. Agora, vou esperar a confirmação do evento em Montevidéu, no Uruguai, onde estarão todos os outros jovens parlamentares do Mercosul”, contou.
Sobre o PJM 
O PJM é uma iniciativa do Ministério da Educação, por meio do Setor Educacional do Mercosul (SEM), que proporciona aos jovens estudantes do Ensino Médio da rede pública dos países membros e associados do bloco um espaço de encontro e diálogo que incentive o protagonismo juvenil para geração de propostas sobre temáticas de interesse comum.
O PJM é uma experiência formativa para os jovens envolvidos que, além de ampliar seus conhecimentos, vivenciam o funcionamento das instituições democráticas e participam de debates construtivos que lhes permitem fortalecer a capacidade para expressar suas ideias, bem como desenvolver habilidades de reflexão crítica para formulação de propostas que reflitam suas necessidades.
Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *